O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades precisa de 100 milhões de meticais para garantir assistência às populações que poderão ser afectadas pela tempestade no norte do país, são cerca de 692 mil pessoas. Além deste valor, o INGC vai canalizar os meios de resgate usados no Idai para Cabo Delgado.

“Estamos a redirecionar parte dos meios que estavam alocados a província de Sofala para Cabo Delgado uma vez que, em termos de resgate, já não faz muito sentido a permanência de alguns meios naquele ponto”, disse Augusta Maíta, acrescentando que neste momento já tem um helicóptero em Cabo Delgado e, uma vez, activado o alerta vermelho, há condições criadas para a intensificação de meios.

Apesar de avançar que vão ser necessários 100 milhões de meticais para assistência às potenciais vítimas do “Kenneth”, Augusta Maíta não descarta a possibilidade de este valor aumentar, dependendo do cenário que se verificar no terreno.

Para evitar a repetição dos efeitos do Idai no norte do país, o INGC já está a difundir a informação para as populações através das rádios comunitárias e com a retirada das pessoas que se encontram em zonas de risco.

O País