Início Sociedade Mais de 30 transportadores ilegais impedidos de exercer actividades

Mais de 30 transportadores ilegais impedidos de exercer actividades

Pelo menos 32 operadores de transporte de passageiros e de mercadorias não licenciados foram impedidos de continuar a exercer a actividade ontem, na Matola-Gare, província de Maputo.

A medida surgiu durante uma fiscalização realizada pela Direcção Provincial de Transportes e Comunicações em coordenação com o Comando da Polícia de Trânsito, com vista a promover a educação cívico-vial aos condutores.

O director provincial de Transportes e Comunicações, Paulo Cossa, indicou que o trabalho foi realizado após denúncias de munícipes sobre a má actuação de alguns transportadores.

“Constatamos que há muita ilegalidade na praça. Muitos dos transportadores ilegais praticam encurtamentos de rota, fazem dupla cobrança e não se preocupam com a manutenção das viaturas, o que aumenta o risco de acidentes de viação”, referiu Cossa, acrescentando que a presença das autoridades visa reverter o cenário.

Referiu que durante o trabalho foram apreendidos documentos dos transportadores não licenciados e sensibilizados a apresentarem-se à Direcção de Transportes e Comunicações para regularizarem a actividade.

“A medida surtiu efeitos, pois todos os transportadores encontrados em situação irregular voltaram para se licenciar”, disse.

A Direcção Provincial de Transportes e Comunicações vai continuar a fiscalizar a legalidade dos transportadores, com maior incidência para a área Metropolitana.

Artigo anteriorProcuradoria de Nova Iorque acusa Trump de distorcer valor das suas propriedades
Próximo artigoCantora checa morre após contrair Covid-19 de propósito para obter certificado de vacinação