O ministro dos Transportes e Comunicações anunciou na Assembleia da República que os “my loves” vão continuar a transportar os moçambicanos porém terão de ter cadeiras e cobertura.

Em campanha eleitoral Carlos Mesquita anunciou, para breve, automotora para os corredores Maputo – Goba, Maputo – Ressano Garcia, Maputo – Chicualacuala, Beira – Moatize e Beira – Marromeu.

Aproveitando a pergunta da bancada parlamentar do partido Frelimo o ministro Carlos Mesquita fez um balanço positivo do seu trabalho, particularmente no transporte urbano de passageiros na Cidade e Província de Maputo que passou a contar com 365 autocarros a operarem em 74 rotas e mais 18 a funcionarem durante a noite em 9 rotas.

Realista o ministro dos Transportes e Comunicações admitiu que: “Os veículos de caixa aberta, poderão continuar a curto prazo, a servir de alimentadores dos principais corredores de transportes através da concessão de rotas. A legitimação dos mesmos, irá permitir a responsabilização dos automobilistas em caso de contravenções”.

Porém Mesquita pretende que as carrinhas de caixa aberta que transportam pessoas, conhecidas popularmente por “my loves” passam a “reunir requisitos referentes a comodidade e segurança”, nomeadamente cadeiras e cobertura, como aliás funcionavam nos anos 90.

Indiferente a responsabilidade do Governo, do qual é membro, na morte de dezenas de moçambicanos em naufrágios por viajarem em barcos inapropriados para o transporte de passageiro o titular dos Transportes prometeu embarcações para algumas das centenas de povoações e vilas que tem no transporte marítimo a única via de ligação com o resto de Moçambique.

No transporte aéreo Carlos Mesquita falou sobre algumas melhorias que vão acontecer nos aeroportos da Beira, Nampula e Quelimane mas nenhum referência fez ao aeroporto internacional de Nacala que continua a receber apenas voos das LAM e parece servir melhor como salão de festas.

Mesquita vangloriou-se das melhorias no transporte ferroviário de passageiros, em todas as ilhas e anunciou a aquisição, em finais deste ano ou início do próximo, de mais 300 vagões e 90 carruagens para reforçar os sistema Ferroviários do Sul e Centro.

“Acresce a este investimento que o Governo está a fazer, a aquisição de 4 automotoras do regime metrobus, que temos experiência aqui o Maputo, com a introdução de 6 carruagens em cada automotora para cada um dos corredores Goba, Ressano Garcia, Chicualacuala, Beira – Moatize e Beira Marromeu” prometeu também o ministro Carlos Mesquita.

@Verdade