A Polícia deteve no Chimoio cinco indivíduos acusados de falsificação de moeda. Na sua posse, a PRM apreendeu três notas de duzentos meticais cada e o respectivo equipamento usado no processo de contrafacção.

A falsificação do dinheiro, segundo a Polícia decorria numa serigrafia com recurso a um equipamento informático. Mas o esquema foi desbloqueado quando o indivíduo dirigiu-se a um estabelecimento com objectivo de comprar bebidas alcoólicas com uma das notas falsas, tendo o vendedor, denunciado à Polícia. Aliás, não é primeira vez que este indivíduo é detido, julgado e condenado pelo mesmo crime.

E porque Jay-Z, o trabalhador da serigrafia anda fugitivo, o proprietário do estabelecimento também recolheu as celas até que o falsificador da moeda seja encontrado e responsabilizado.

Perante os casos de circulação de moeda falsa na província, a Polícia apela aos cidadãos a estarem atentos e denunciarem em caso de suspeitas do dinheiro que recebem durante as transações.

O País