O sector de pescas apreendeu na cidade da Beira, enormes quantidades de redes com dimensões impróprias para a prática de pescas, importadas ilegalmente por um comerciante chinês.

A apreensão das redes ocorreu graças a denúncias populares, num estabelecimento comercial que se dedica à venda de peças destinadas à pesca.

O comerciante será alvo de um processo que culminará com uma multa para desencorajar esta prática de venda de material de pesca cuja especificações não conferem com a legislação pesqueira.

O sector de mar, águas interiores e pescas ainda não sabe qual é a proveniência destas redes.

Durante a instrução do processo iremos conferir a proveniência. Aliás este processo irá envolver a Autoridade Tributária de Moçambique com objectivo de conferir os mecanismos seguidos na sua importação, até estas redes estarem no mercado nacional”.

O País