Depois da República Democrática do Congo, o Botswana pediu, na quarta-feira (17), o apoio de Moçambique à sua candidatura ao cargo de secretário executivo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

A actual secretária executiva do órgão, a tanzaniana Stergomena Lawrence Tax, termina o mandato em Agosto próximo, o que abre espaço para a corrida à posição. A República Democrática do Congo e o Botswana concorrem ao cargo e ambos querem o suporte de Moçambique.

Na quarta-feira, foi a vez dos tswanas, que através do respectivo ministro dos Assuntos Internacionais e Cooperação, Lemogang Kwape, pediram o auxílio de Moçambique para chegarem ao secretariado executivo da SADC.

À semelhança da recomendação do Presidente da República à República Democrática do Congo, semana passada, o director para Integração Regional do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Alfredo Nuvunga, disse que os dois concorrentes devem entrar em consenso e encontrarem um só candidato para o lugar pretendido.

O pedido do Botswana foi manifestado na quarta-feira num encontro virtual entre a ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique e o homólogo tswana.