Politica Três partidos submeteram candidaturas para a Assembleia da República

Três partidos submeteram candidaturas para a Assembleia da República

Receba vagas no seu WhatsApp

Siga o nosso canal do WhatsApp para receber vagas no status do WhatsApp.

Clique aqui para seguir

Até agora, apenas três formações políticas submeteram oficialmente as suas candidaturas para as eleições legislativas moçambicanas.

O Partido Ecológico de Moçambique (PEMO), o Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) e o Partido de Reconciliação Democrática (PAREDE) foram os únicos a apresentar as suas listas de candidatos para a Assembleia da República.

Candidaturas Submetidas

O PEMO destacou-se ao apresentar candidaturas para os 13 círculos eleitorais, abrangendo todos os 11 círculos do território nacional e mais dois na diáspora. Por sua vez, o MONARUMO submeteu candidaturas para todos os círculos eleitorais do país, excluindo os círculos no estrangeiro. Já o PAREDE apresentou candidaturas apenas para a cidade de Maputo.

Estas informações foram divulgadas pelo porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Paulo Cuinica, durante uma conferência de imprensa para actualizar o público sobre o progresso do processo de submissão de candidaturas.

Processo de Submissão e Análise

Segundo Cuinica, o processo de submissão de candidaturas iniciou há 15 dias. Até ao momento, dos 43 proponentes inscritos, apenas três partidos submeteram oficialmente as suas candidaturas. Com o prazo a expirar a 10 de Junho, a CNE espera que mais partidos apresentem as suas listas nos próximos dias.

A CNE analisa atualmente os processos de candidatura recebidos. Processos com irregularidades estão a ser revistos e os partidos estão a ser instruídos sobre como corrigir estas falhas. As candidaturas completas e devidamente instruídas avançam para uma avaliação detalhada, que verifica a validade, autenticidade e a elegibilidade dos candidatos.

Processo Eleitoral em Curso

Além das candidaturas, o processo eleitoral em Moçambique envolve a transferência e processamento de dados dos “Mobile Id.” para os centros provinciais de processamento. Estes dados serão posteriormente comparados a nível central para evitar duplicações e assegurar a integridade do processo eleitoral.

A CNE apela aos partidos políticos para não deixarem a submissão das suas candidaturas para a última hora, reforçando a importância de um processo eleitoral organizado e transparente.

Esta fase inicial de submissão de candidaturas mostra um envolvimento ainda limitado das formações políticas, mas a CNE mantém-se optimista quanto ao aumento de participação nos próximos dias.

Ganhe 1000MT hoje no Aviator. Comece com 10MT.