Destaque Eleições Autárquicas 2023: Nyusi admite falhas, mas destaca pontos positivos

Eleições Autárquicas 2023: Nyusi admite falhas, mas destaca pontos positivos

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, admitiu que as eleições autárquicas de 2023 tiveram algumas falhas, mas destacou também pontos positivos do processo.

Em discurso ao Corpo Diplomático acreditado em Moçambique, Nyusi reconheceu que “foram registados casos pontuais de incitamento à violência” e que “certas irregularidades e excessos” ocorreram.

No entanto, o Chefe do Estado salientou que “a força e a liberdade de poder expressar os seus pontos de vista” foi patente durante o período eleitoral, algo que considerou inédito.

“Nunca tínhamos visto a sociedade animada, a falar à vontade, a cantar, a dizer aquilo que não está bem ao mesmo tempo. Isto aconteceu naquela dimensão pela primeira vez”, disse Nyusi.

Os diplomatas presentes no encontro enalteceram a liderança de Nyusi e o seu Governo.

Fayez Jawad, embaixador da Palestina em Moçambique, em representação dos diplomatas, elogiou a “estratégia bem sucedida” do Governo no combate ao terrorismo e na gestão das catástrofes naturais.

O discurso de Nyusi aos diplomatas foi um balanço do ano de 2023 e dos seus dois mandatos como Presidente da República.

O Chefe do Estado admitiu falhas nas eleições autárquicas, mas destacou também pontos positivos do processo, como a liberdade de expressão e a participação da sociedade civil.

Nyusi também abordou outros desafios que o país enfrenta, como os ciclones, o terrorismo e os conflitos internacionais.