Um funcionário afecto ao Armazém de Medicamentos, no Niassa, foi condenado a quatro anos de prisão por envolvimento no recente roubo de fármacos no depósito onde trabalhava.

Na sequência da acção deste funcionário, foram abertos sete processos disciplinares contra outros funcionários do sector.

“ Neste momento temos cerca de quatro técnicos da área de farmácia e três agentes de serviço. Como poderiam verificar, apenas o guarda neste momento está em condenação, mas os outros ainda estão em processo judicial e nós queremos acreditar que cabe a esta instância findar estes processos e nessa altura poderemos trazer detalhes adicionais com relação a este caso “, disse José Manuel, director provincial de Saúde no Niassa.