O sector terciário decresceu em 4,06%, com maior destaque para o ramo de Hotelaria e Restauração com uma variação de menos 35,84%. Segue-se o “ramo do Comércio e Serviços de Reparação com menos 5,69%”.

A economia de Moçambique contraiu-se 3,25% no segundo trimestre face ao mesmo período do ano passado, tendo piorado o crescimento de 1,68% registado no primeiro trimestre, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O desempenho negativo da atividade económica no segundo trimestre de 2020 é atribuído em primeiro lugar ao setor terciário que decresceu em 4,06%, com maior destaque para o ramo de Hotelaria e Restauração com uma variação de menos 35,84%”, lê-se na nota disponível no site do INE moçambicano.

Segundo a nota, seguem-se o “ramo do Comércio e Serviços de Reparação com menos 5,69% e Transportes e Comunicação com cerca de menos 4,68%”. Nas razões da queda do Produto Interno Bruto (PIB) “ocupa a segunda posição o setor primário com uma variação de menos 2,65% induzido pelo ramo da Indústria Extrativa com menos de 25,55% seguido pelo ramo da Pesca com menos 1,83%”, acrescenta-se na nota.

“Entretanto a agricultura teve um variação positiva de 3,53%”, referiu ainda o INE.