Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da Organização Mundial de Saúde, comparou a situação que se vive neste momento com a da gripe espanhola de 1918, que durou dois anos. “A tecnologia e o conhecimento podem ajudar-nos a parar este vírus”.

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da Organização Mundial de Saúde, afirmou esta sexta-feira que espera que a pandemia acabe em menos de dois anos.

O responsável comparou a situação que se vive neste momento com a da gripe espanhola de 1918, que durou precisamente esse período (dois anos).

“Como há mais tecnologia hoje em dia, e as pessoas estão mais ligadas, a possibilidade de o vírus se espalhar, e ainda mais rápido, é maior.” Ainda assim, acrescentou o responsável, “tanta tecnologia e conhecimento também podem ajudar a parar o vírus”.

Segundo números da Universidade Johns Hopkins, mais de 22 milhões de pessoas testaram positivo para o vírus da covid-19 em todo o mundo, e quase 800 mil morreram.