A polícia brasileira prendeu esta terça-feira dois antigos agentes da Polícia Militar no Rio de Janeiro suspeitos pelos homicídios da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, noticia o portal de notícias da Globo, G1.

Segundo a mesma fonte, agentes da Divisão de Homicídios e promotores do Ministério Público estadual do Rio de Janeiro prenderam o polícia militar reformado Ronnie Lessa, 48 anos, e o ex-polícia militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, apontados como suspeitos pelos assassínios da vereadora Marielle Franco e do seu motorista.

Ronnie Lessa é apontado pelas investigações como o suspeito que disparou sobre Marielle Franco. “Ronnie Lessa é o autor dos 13 disparos que mataram Marielle e Anderson; ele estava no banco de trás do Cobalt que perseguiu o carro da vereadora”, lê-se, acrescentando-se que a “investigação ainda tenta esclarecer, no entanto, quem foram os mandantes do crime e a motivação”.

O G1 adianta que durante o dia de hoje, “além das prisões, haverá ainda mandados de busca e apreensão contra os denunciados para apreender documentos, telefones celulares, notebooks, computadores, armas, acessórios, munição e outros objectos. Durante todo o dia, haverá buscas em 34 endereços de outros suspeitos”. Marielle Franco foi morta a tiro no dia 14 de Março de 2018, há um ano.

Observador