Economia Moçambique recebe 60 milhões de euros do plano Mattei

Moçambique recebe 60 milhões de euros do plano Mattei

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Moçambique vai receber, numa fase inicial, 60 milhões de euros do plano Mattei, apresentado na Cimeira Itália-África, realizada em Roma, na semana passada.

A informação foi confirmada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, no balanço da sua participação na cimeira.

O plano Mattei, batizado em homenagem ao fundador da gigante italiana de petróleo e gás ENI, Enrico Mattei, é uma estratégia do Governo italiano para criar oportunidades de investimento em África, através de financiamentos, doações e garantias para empréstimos.

Os 60 milhões de euros que Moçambique vai receber serão destinados a projetos de infraestruturas, nomeadamente estradas, pontes e redes de telecomunicações.

O Presidente Nyusi disse que a Cimeira Itália-África foi um sucesso e que demonstrou o interesse da Itália em investir em Moçambique.

“A Itália foi feliz por organizar este evento e os africanos mostraram claramente que não vinham simplesmente para ouvir que vão receber, mas vinham também dizer o que é que podem dar, para juntos podermos avançar e viu-se claramente que Moçambique é um player importante na economia”, afirmou.

O plano Mattei prevê um investimento total de 100 mil milhões de euros em África, ao longo dos próximos dez anos.

O recebimento dos 60 milhões de euros do plano Mattei é uma importante notícia para Moçambique, pois representa um investimento significativo no país.

Estes recursos serão utilizados para financiar projetos de infraestruturas, que são essenciais para o desenvolvimento económico e social de Moçambique.

O plano Mattei também pode abrir portas para novos investimentos italianos em Moçambique, o que poderá contribuir para a criação de emprego e o aumento da riqueza do país.