Economia PR Nyusi considera “muito favoráveis” condições para regresso da TotalEnergies

PR Nyusi considera “muito favoráveis” condições para regresso da TotalEnergies

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

O Presidente moçambicano disse que “a coordenação e cooperação” entre o Governo e a TotalEnergies são “muito favoráveis” para que a petrolífera retome a construção do projeto em terra de exploração de gás no Rovuma “a qualquer momento”.

“A cooperação e a coordenação com a TotalEnergies é muito favorável, o ambiente de trabalho também contribui para que, a qualquer momento, [a empresa] possa retomar a atividade”, afirmou Filipe Nyusi.

O chefe de Estado moçambicano falava durante a abertura da 9.ª Conferência e Exposição de Mineração e Energia (MMEC), que junta empresas do setor, nacionais e internacionais.

Filipe Nyusi defendeu que o regresso da petrolífera francesa ao seu projeto de exportação de gás natural no norte de Moçambique — suspenso em 2021 na sequência de um ataque armado — seria uma oportunidade para o país aproveitar a procura que se verifica no mercado.

O país, prosseguiu, entrou no ano passado no mercado global de produção e exportação de gás natural liquefeito (GNL), com o início das exportações do projeto em mar do consórcio da Eni, na bacia do Rovuma.

A TotalEnergies suspendeu a sua operação na bacia do Rovuma, após um ataque armado à vila de Palma, perto do perímetro onde a empresa pretende construir a sua fábrica de GNL.