Destaque Arranca hoje na cidade da Matola o 12º congresso da Frelimo

Arranca hoje na cidade da Matola o 12º congresso da Frelimo

A partir de hoje até ao dia 28 deste mês de Setembro, os membros da Frelimo vão encontrar-se em sessões inerentes ao 12º congresso do partido. A realizar-se na cidade da Matola ao longo de seis dias, o evento vai reunir duas mil pessoas para debaterem sobre a actualidade dos moçambicanos.

Com a orientação de Filipe Nyusi, na qualidade de Presidente da Frelimo, o partido no poder vai prosseguir com a prática político-organizacional de realização periódica de congressos, como forma de reflectir sobre a vida do partido e da nação. Para a Frelimo, a realização dos congressos vai consolidando a democracia interna ao longo dos anos, envolvendo todos os níveis de organização política: os militantes, simpatizantes e as organizações sociais do partido, através de uma divulgação ampla do processo de preparação. “É neste contexto que, a Frelimo sempre priorizou a elaboração de teses, como um dos mecanismos que orienta os debates dos principais temas da vida do partido e do país, um processo assente numa das práticas democráticas do partido e de auscultação massiva dos anseios de todos os moçambicanos”, lê-se no documento disponibilizado à imprensa esta quinta-feira.

As teses que serão submetidas à discussão incluem temas da vida nacional e internacional, a serem debatidos com o envolvimento dos moçambicanos, do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Índico e no estrangeiro. Os temas das teses, ora propostos, vão orientar a acção do partido e do Governo nos anos subsequentes.

Considerando os desafios que a sociedade moçambicana e o mundo enfrentam actualmente, a Frelimo espera colher sugestões e contribuições que permitam a definição das prioridades de desenvolvimento do país. “Com a realização dos congressos, a Frelimo demonstra ao país e ao mundo que é um partido que pugna pela inclusão e participação de todos os cidadãos, sem distinção da origem, raça, sexo ou crença religiosa, no processo de desenvolvimento socio-económico, cultural e desportivo de Moçambique”, lê-se no mesmo documento.

Segundo disse o porta-voz da Frelimo, Caifadine Manasse, esta sexta-feira à noite, partir de hoje, os membros da Frelimo vão debater temas como unidade nacional, processo democrático, desenvolvimento nacional, combate à corrupção, relação entre Moçambique e outros países africanos e do mundo inteiro e posicionamento de Moçambique no mundo.

Caifadine Manasse lembrou que a reflexão para o 12º congresso, na verdade, se iniciou a nível das bases. Manasse lembrou ainda que debater temas actuais, de interesse nacional e que consideram o vasto mosaico cultural moçambicano é tão necessário quanto imprescindível. “Nós precisamos de nos reencontrar, como moçambicanos”. Dito isso, Manasse acrescentou, realçando que, entre os temas tratados, os membros da Frelimo vão debater sobre o combate à corrupção, para que os moçambicanos continuem a acreditar no desenvolvimento do país.

As teses 

debate das teses visa propiciar mais ampla participação dos membros simpatizantes da Frelimo naconstrução colectiva de ideias soluções para os assuntospolíticossociaiseconómicosculturais desportivos comimpacto na vida dos moçambicanosevidenciando sempremérito da Frelimo como partido que compreende etransforma sociedade moçambicana em função dasprioridades de desenvolvimento identificadas em cadafase da história do paíscomo partido que preserva apazdemocracia unidade nacional e promove ainclusãotolerância diálogoPara efeitoFrelimoapresenta as seguintes propostas de tesescomeçando cadauma delas com uma caixa que faz descrição sumária,seguida da indicação de alguns tópicos que poderãonortear os debates

Tese 1Unidade NacionalPazReconciliação eDemocraciaTese 2Natureza Papel do Partido na Organização do Estado da SociedadeTese 3Boa GovernaçãoÉtica, TransparênciaCombate à Corrupção Acesso à JustiçaTese 4EducaçãoCiência Inovação Tecnológica como Estratégia de DesenvolvimentoTese 5Desenvolvimento Económico Social Inclusivo eSustentávelTese 6SoberaniaIntegridade TerritorialDefesaSegurançaOrdem blica Combate àCriminalidadeTese 7Moçambique na Região, em África no Mundo.