Início Sociedade Suspeita-se que terroristas estejam infiltrados entre os deslocados de Cabo Delgado

Suspeita-se que terroristas estejam infiltrados entre os deslocados de Cabo Delgado

Abudo Gaforu Manana, da Associação Kuendeleya, admite que pode haver extremistas entre os deslocados em Pemba. Ativista alerta que os cidadãos que fogem da violência “não têm um centavo para comprar um quilo de arroz”.

Em Moçambique, na província nortenha de Cabo Delgado, a reconquista de zonas como Mocímboa da Praia levou esperança à população que começa, aos poucos, a regressar a vilas devastadas por terroristas nos distritos de Macomia e Quissanga.

Mas apesar do sossego que começa a imperar, ainda há desafios. O ativista social Abudo Gaforu Manana, da Associação Kuendeleya, relata o caso de rapto de civis em Quissanga. O responsável, que atualmente trabalha em Pemba, aborda ainda as dificuldades que a população encontra ao regressar às zonas de origem.

FONTEDW
Artigo anteriorVerifica-se cumprimento das medidas de prevenção da covid-19 no país
Próximo artigoChinês foi condenado a 14 anos de prisão por tráfico de cavalos-marinhos em Inhambane