A economia moçambicana regista sinais de recuperação, mas o seu crescimento está a ser afectado pelo aumento da divida do sector público com os fornecedores, diz um estudo apresentado na terça-feira (11), em Maputo.

Nesse cenário, o representante do Fundo Monetário Internacional em Moçambique, Ari Aisen, aconselha o governo a se endividar menos como forma de evitar o alastramento da divida externa, que já se encontra nos níveis insustentáveis.

Na apresentação da análise do desempenho do sector financeiro e suas perspectivas, os empresários moçambicanos defenderam uma redução da taxa de juro na banca comercial para abaixo de 10%.

VOA