Um jovem identificado por A. Muchanga, de 24 anos de idade, está detido numa das celas da 9ª Esquadra, no bairro Tsalala, no município da Matola, por ter morto seu avô, esquartejar o corpo e queimá-lo.

O caso que deixou consternados os moradores do quarteirão 27, do bairro Tchumene II, deu-se semana passada quando o suposto assassino regressou à casa com sinais de embriaguez, tendo se envolvido numa pequena discussão com o avó, de nome António Pinto, de 85 anos de idade.

A nossa Reportagem soube que durante a discussão teria morto o seu próprio avô com recurso a uma faca, tendo de seguida esquartejado o corpo e queimá-lo, supostamente para eliminar as pistas.

Depois de consumado o crime, o jovem ainda tentou abandonar o corpo no local, mas alguns residentes que se haviam apercebido da situação, trataram de levá-lo para o posto policial local.

Informações em nosso poder indicam que o jovem A. Muchanga só escapou ao linchamento popular graças à rápida intervenção de uma anciã que convenceu aos outros a não fazerem justiça pelas próprias mãos.

Em contacto com a nossa fonte, A. Muchanga refuta todas as acusações que recaem sobre si e afirma ter encontrado o avô morto, não sabendo em que circunstância teria perdido a vida.

“Eu não era capaz de matar meu próprio avô. Encontrei-o já morto, mas minutos mais tarde os meus vizinhos levaram-me à esquadra. Na verdade, eu não sei o que aconteceu”, disse A. Muchanga.

Entretanto, Emídio Mabunda, porta-voz da Polícia no Comando Provincial de Maputo disse que o jovem teria morto seu avô com recurso à faca e outros instrumentos contundentes e mais tarde telefonou para o pai dizendo que teria uma surpresa.

Emídio Mabunda disse que as autoridades estão a trabalhar com vista ao esclarecimento do caso e já foi instaurado um processo-crime contra o acusado que vai responder em juízo pelos seus actos.