O laboratório de biotecnologia marinha vai entrar em funcionamento na província de Gaza e permitirá que sejam feitos estudos com maior propriedade do que o nosso potencial nos oferece e poupar divisas com o laboratório em funcionamento no país, deixará de ser necessário o recurso ao exterior para o envio de amostras para análises laboratoriais”, disse em Xai-Xai, Louis Pelembe, ministro da Ciência e Tecnologia, na sua primeira visita de trabalho a Gaza. 
 Xai-Xai vai ter em breve laboratório de biotecnologia

Segundo o ministro, não basta ter recursos, é necessário que se tenha um conhecimento real dos mesmos, razão pela qual o laboratório de biotecnologia em Xai-Xai, chegou ao país em boa hora para a prossecução desses objectivos.

De acordo com garantias dadas pelo ministro, dentro dos próximos três meses, o empreendimento com custos avaliados em mais de 800 mil euros, entrará em actividade, para servir todo o país, com destaque para as instituições de investigação, o ensino superior, entidades privadas interessadas nesta área dos recursos marinhos.

Para que o Ministério da Ciência e Tecnologia possa alcançar todos os objectivos definidos na criação do laboratório nacional de biotecnologias marinhas, a sociedade no seu conjunto deverá prestar a sua contribuição, de forma a se racionalizar esta importante iniciativa governamental.

Para o efeito, estão a ser treinados cinco técnicos quadros no exterior, mais concretamente na Espanha, e na capital do país, onde estão a ser ministradas aulas sobre mergulho.

A iniciativa em curso compreende para além da construção do edifício localizado no posto administrativo da Praia de Xai-Xai, a aquisição e apetrechamento do laboratório, treinamento de pessoal em biologia molecular e conservação de amostras.

Acções como a divulgação da legislação sobre acesso ao material genético, nomeadamente a Convenção das Nações Unidas sobre a Biodiversidade, e o Protocolo de Nagoia no Japão, que aborda questões sobre o acesso e partilha de benefícios sobre o material genético, dominam as principais intervenções do sector que antecedem a aguardada entrada em funcionamento do Laboratório de Biotecnologia Marinha.

Sabe-se, entretanto, que ainda esta semana, inicia a montagem no referido laboratório, de equipamento e sua calibragem, ao que se irá seguir a familiarização dos técnicos com o respectivo material de trabalho.

Refira-se que nesta sua visita de trabalho a Gaza, o ministro da Ciência e Tecnologia teve ainda a oportunidade de se deslocar às vilas do Milénio de Chibuto e de Lionde, para se inteirar do actual estágio dos programas em curso.

Em Chibuto, soube dos passos que estão a ser dados na instalação de um sistema de irrigação para uma área de pouco mais de 50 hectares, com recurso à energia solar, onde pelo menos 10 camponeses estão a ser treinados para a gestão daquele sistema.

Pretende-se com este programa que os camponeses da Vila do Milénio de Chibuto possam incrementar a produção e a produtividade e sua ligação com os mercados, de forma a venderem mais e melhor.

No Lionde, Pelembe, para além de se aperceber da evolução dos programas de piscicultura, visitou uma unidade de agro-processamento que está sendo estabelecida pela Vila do Milénio, na antiga fábrica de lacticínios.