Destaque Filho de Bolsonaro sob investigação por espionagem ilegal

Filho de Bolsonaro sob investigação por espionagem ilegal

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Carlos Bolsonaro, filho do ex-Presidente brasileiro Jair Bolsonaro, foi alvo de uma operação da Polícia Federal relacionada com alegada espionagem ilegal.

No decorrer da operação, agentes federais, munidos de mandados de busca e apreensão, realizaram buscas no gabinete e na residência de Carlos no Rio de Janeiro, assim como na casa de praia do pai em Angra dos Reis, onde a família passa férias.

Durante as buscas, foram apreendidos computadores, telemóveis e documentos.

De acordo com fontes da Polícia Federal, entre os equipamentos apreendidos está um portátil que pertence à Abin, a Agência Brasileira de Inteligência, conhecida como a ‘secreta’ do Brasil.

A investigação que originou a ação alega que Carlos Bolsonaro recebia informações clandestinas da Abin sobre adversários do seu pai, incluindo deputados e juízes. Posteriormente, utilizava essas informações para atacar e denegrir esses opositores.

Além de Carlos Bolsonaro, a operação também teve como alvo assessores dele na prefeitura do Rio de Janeiro, onde ele é vereador, assim como em Brasília, Goiás e na Bahia. Na semana anterior, outra operação havia visado o deputado Alexandre Ramagem, ex-diretor-geral da Abin no governo de Jair Bolsonaro.

Ramagem foi acusado de estabelecer uma agência de espionagem paralela e ilegal dentro da Abin, com o propósito de recolher informações sobre opositores do ex-Presidente e para auxiliar os filhos deste, como Carlos e o irmão Flávio Bolsonaro, a evitarem processos judiciais.