Destaque Nyusi promete reforçar segurança na bacia do Rovuma

Nyusi promete reforçar segurança na bacia do Rovuma

O Presidente da República prometeu reforçar a segurança na bacia do Rovuma, na província de Cabo Delgado, afectada pelo terrorismo. Filipe Nyusi explicou que a medida visa permitir que os projectos de exploração de gás decorram sem sobressaltos.

A decisão do reforço militar foi anunciada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, na cidade de Pemba, após inaugurar a plataforma flutuante Coral Sul FLNG, na bacia do Rovuma, na província de Cabo Delgado, onde o terrorismo tem estado a comprometer grandes investimentos.

Formámos um cordão defensivo com a elevação da capacidade das nossas forças de defesa e segurança e com apoio das forças amigas do Ruanda e da SADC nas zonas adjacentes ao distrito de Palma. Neste momento, e de forma progressiva, a situação retorna à normalidade“, afirmou o chefe de Estado.

Filipe Nyusi avançou, ainda, com as perspectivas do país nos próximos anos: “Em 2050, Moçambique poderá ser o maior produtor e exportador de LNG acima de países na fase de maturidade. Neste sentido, o nosso posicionamento depende do reinício de construção dos módulos em terra para a área 1 e prossecução dos trabalhos da área 4 em terra.

A produção e exportação do gás natural liquefeito começou este mês, com o primeiro carregamento extraído da Área 4 da bacia do Rovuma, em Cabo Delgado, pelo consórcio liderado pela petrolífera italiana ENI.

A inauguração oficial da plataforma Coral Sul ocorreu esta quarta-feira, na presença de Filipe Nyusi que visitou a infra-estrutura que desde o início do ano ficou estacionada a 40 quilómetros da costa moçambicana e que há 10 dias começou a exportar gás liquefeito.