O conselho executivo do FMI aprovou a concessão de um empréstimo de emergência no valor de 118,2 milhões de dólares para apoiar Moçambique após a destruição causada pelo ciclone Idai.

A assistência financeira visa suprir os elevados défices orçamentais e de financiamento externo decorrentes das necessidades de reconstrução após o ciclone, que causou perdas significativas de vidas humanas e danos às infraestruturas, avançou ontem a instituição em comunicado de imprensa.

O pedido de Moçambique foi tornado público a 26 de Março e visa fazer face à destruição provocada pela catástrofe.

Folha de Maputo