A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve nove indivíduos que se dedicavam a exploração ilegal de pedras preciosas na zona de Chicuio, no posto administrativo de Nhampassa, distrito de Báruè, na província de Manica.

Durante a operação, a PRM apreendeu igualmente quantidades não especificadas de quartzo (pedra preciosa com valor comercial), 500 gramas de canábis sativa, vulgo soruma e algum material usado pelos garimpeiros para a extracção de pedras preciosas.

Falando a jornalistas, esta segunda-feira em Chimoio, a porta-voz da PRM em Manica, Elsídia Filipe, disse que a captura dos indivíduos é fruto de um trabalho realizado pela corporação com o objectivo de combater a extracção ilegal de recursos naturais.

É um trabalho que vai continuar porque, para além de constituir perigo para os próprios exploradores, também estão extrair recursos para vender fora do circuito normal de comercialização”, disse Elsídia Filipe.

A fonte afirmou que numa outra operação, a PRM recuperou 14 cabeças de gado bovino roubadas durante a semana passada.

Estamos a registar um aumento significativo de roubo de gado bovino para comercialização. Os distritos de Mossurize, Manica e Tambara são os que registam casos que preocupam a corporação. Por isso que estamos a nos desdobrar para travar este tipo de crime”, afirmou Filipe.

O roubo de gado bovino ocorre com maior frequência nos distritos de Mossurize e Tambara.

No mês de Janeiro perto 36 cabeças de gado bovino foram dadas como desaparecidas dos currais dos criadores e em conexão com o caso encontram-se detidas três pessoas.

AIM