Internacional Nível do mar na China registra aumento preocupante

Nível do mar na China registra aumento preocupante

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

O Ministério dos Recursos Naturais da China divulgou que o nível médio do mar ao longo da costa chinesa aumentou em 72 milímetros em 2023, em comparação com a média entre 1993 e 2011.

Segundo um relatório anual do Ministério, essa tendência ascendente tem sido notada desde 1980, alcançando os níveis mais altos registrados até o momento, embora não ocorra uniformemente ao longo de toda a costa.

Em 2023, as regiões do Mar de Bohai, Mar Amarelo, Mar do Leste da China e Mar do Sul da China testemunharam aumentos significativos, com o Mar de Bohai alcançando o nível mais alto desde 1980, enquanto o Estreito de Taiwan apresentou o nível mais baixo dos últimos oito anos.

As províncias e regiões costeiras, especialmente Tianjin (nordeste) e Hebei (norte), foram as mais impactadas, com o nível das águas ao longo de suas costas aumentando em 145 e 143 milímetros, respetivamente.

De acordo com o relatório, entre 1980 e 2023, a taxa de aumento do nível do mar ao longo das costas chinesas foi de 3,5 milímetros por ano. Já entre 1993 e 2023, essa taxa aumentou para 4,0 milímetros por ano, ultrapassando a média global de 3,4 milímetros por ano no mesmo período.

A elevação contínua do nível do mar ao longo das últimas quatro décadas resultou em efeitos cumulativos, como a compressão dos ecossistemas costeiros e a perda de áreas úmidas, afetando os recursos de água doce subterrânea.

Além disso, o aumento do nível do mar intensificou as catástrofes naturais, como tempestades e inundações nas cidades costeiras.

Em 2023, a erosão costeira agravou-se nas zonas das províncias de Liaoning, Shandong, Jiangsu e Hainan, com uma erosão média de 2,7 metros nas costas arenosas.

A intrusão de água salgada também aumentou no norte de Hebei, sul de Shandong e em Jiangsu, com distâncias superiores a 6,8 quilómetros.

O Ministério dos Recursos Naturais sublinhou que as catástrofes marítimas na China causam perdas económicas significativas todos os anos, devido à sua variedade, ampla distribuição geográfica e elevada frequência.