Início Internacional Governo grego nega ajuda a crianças com doenças crónicas

Governo grego nega ajuda a crianças com doenças crónicas

Os Médicos Sem Fronteiras denunciam a situação de centenas de crianças no campo de Moria, em Lesbos. A organização acusa o governo grego de negar deliberadamente ajuda médica a várias crianças com doenças crónicas e pede que sejam evacuadas e tratadas em hospitais na Grécia continental.

Mais de 100 crianças com doenças crónicas, refugiadas no campo de Moria, precisam de cuidados médicos de forma urgente. A organização Médicos Sem Fronteiras acusa o governo grego de cinismo por não permitir a refugiados sem documentação acesso a cuidados de saúde.“Vemos muitas crianças a sofrer de doenças graves, como diabetes, asma e condições cardíacas, que são forçadas a viver em tendas, em condições de pouca higiene, sem acesso a tratamento médico especializado e à medicação que necessitam”, diz a médica Hilde Vochten, coordenadora médica dos Médicos Sem Fronteiras na Grécia.“Os Médicos sem Fronteiras estão em conversações com as autoridades gregas para transferir crianças para a Grécia continental para receberem tratamento médico urgente e apesar de algumas crianças terem sido examinadas, nenhuma delas foi transferida”, continuou a médica.