O norte-americano Kevin Howard viu o casamento de 12 anos ir por água abaixo após um caso extraconjugal da mulher. Ele, no entanto, não deixou o affair sair barato e processou o amante da companheira por alienação de afeição, expressão legal que pode ser traduzida como “destruição do lar”. O homem terá que ressarcir Kevin pelo fim do relacionamento com um valor de US$ 750 mil, aproximadamente R$ 3 milhões.

Segundo informações do CNN, o norte-americano e a esposa estavam enfrentando problemas na relação há algum tempo. Ela chegou a falar em divórcio, mas acabou aceitando dar mais uma chance aos dois, que passaram a fazer terapia de casal. As sessões, porém, não surtiram qualquer efeito.

Foi quando o marido desconfiou e decidiu contratar um detective particular, que descobriu as puladas de cerca da mulher com um rapaz. A revolta de Kevin, que pôs fim definitivo no relacionamento, voltou-se ao homem, a quem acusou de afastá-lo da possibilidade de uma vida amorosa. A Justiça da Carolina do Norte, ao avaliar o caso, condenou o amante e ordenou que ele pague a indemnização milionária.

Além da Carolina do Norte, Havaí, Mississippi, Novo México, Dakota do Sul e Utah são estados estadunidenses que aceitam processos por alienação de afeição.

Metrópoles