Um navio petroleiro partiu de Gibraltar após a rejeição pelo território britânico do pedido americano de que a embarcação não fosse liberada.

O site Marine Traffic mostra que o navio deixou Gibraltar no domingo (18), mais de um mês depois de ter sido apreendido sob alegação de ter violado sanções da União Europeia.

Washington havia pedido a Gibraltar que prolongasse a apreensão da embarcação, com o argumento de que o navio estaria transportando um carregamento de petróleo ilícito em benefício da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã.

Contudo, Gibraltar anunciou domingo em nota que não poderia atender à solicitação dos Estados Unidos porque a alegada actividade não está prevista na legislação da União Europeia.

Mais de duas semanas após a retenção do navio, o Irã apreendeu um navio-tanque de bandeira do Reino Unido no Golfo Pérsico, agravando o clima de tensão entre os dois países.

Metrópoles