André Hanekom, o empresário sul-africano acusado de financiar ataques em Cabo Delgado, morreu na madrugada de hoje, no Hospital Provincial de Pemba, confirmou a esposa ao jornal O País.

Francis Hanekom contou que o marido deu entrada no Hospital Provincial de Pemba no último sábado, queixando-se de um mal-estar. Neste momento, a esposa está a cuidar dos procedimentos para a transladação do corpo para África do Sul, sua terra natal. Francis acrescentou ainda que conta com a ajuda do advogado e da Embaixada sul-africana em Moçambique.

O empresário sul africano foi detido em Agosto último, dias depois de ter recebido alta no Hospital Provincial de Pemba, onde esteve internado vários dias, para tratar o seu braço, que foi atingido por uma bala, durante um assalto a que foi vítima na vila de Palma.

O País