Doze migrantes, 11 sírios e um sudanês, foram encontrados vivos num camião refrigerado que transportava frutas e legumes na madrugada de quarta-feira na Bélgica, anunciou a polícia federal belga.

O condutor do veículo alertou a polícia ao suspeitar da presença de migrantes no camião.

O controlo realizado numa área da autoestrada E34 que liga Antuérpia (Bélgica) a Eindhoven (Holanda) permitiu descobrir os 12 homens, todos adultos numa primeira avaliação.

Os migrantes “estão em bom estado de saúde”, indicou uma porta-voz da polícia federal à agência de notícias France-Presse.

Segundo um porta-voz da Procuradoria-Geral, um inquérito foi aberto pelo Ministério Público de Antuérpia.

O inquérito deverá, em particular, determinar se estes migrantes pretendiam chegar ao Reino Unido e em que condições entraram no camião, presumivelmente sem o conhecimento do condutor.

No sábado, a polícia belga também detectou dois camiões que transportavam ilegalmente 20 migrantes, um em Saint-Trond (leste), com 11 pessoas a bordo, e outro em Bruges (noroeste), com nove, segundo as procuradorias das duas regiões.

O motorista do camião, que viajava com destino ao Reino Unido, parou numa garagem devido a um problema mecânico e foi nessa altura que os migrantes foram descobertos.

No outro caso, em Bruges, a polícia recebeu um alerta sobre a presença de migrantes num camião que seguia para o porto de Zeebruges e interceptou o veículo numa via rápida.

A proximidade da Bélgica do Reino Unido faz com que o país seja frequentemente utilizado por redes de tráfico.

No passado dia 23, as autoridades britânicas encontraram 39 migrantes mortos dentro de um camião frigorífico num parque industrial junto ao porto de Essex, a leste de Londres.

O camião, conduzido por um norte-irlandês, era proveniente do porto belga de Zeebruges.

JN