O chefe de Estado boliviano, Evo Morales, lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa.

A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, com 83% dos votos de domingo contados, Morales lidera com 45,3%, seguido por 38,2% de seu rival mais próximo, Carlos Mesa.

A manter-se a tendência, os dois vão enfrentar-se, em Dezembro na segunda volta das eleições presidenciais.

Mais de 7,3 milhões de bolivianos, no país e no exterior, foram chamados a votar nas eleições presidenciais e legislativas, para mandatos de cinco anos.

O actual Presidente da Bolívia, Evo Morales, de 59 anos, é de origem indígena aimará e líder do partido Movimento para o Socialismo (MAS).

O ex-presidente Carlos Mesa, um jornalista de 66 anos, lidera a aliança Comunidade Cidadã.

A decisão de Morales em apresentar-se a um quarto mandato apesar do “não” no referendo de Fevereiro de 2016, foi muito criticada por diversos sectores da sociedade boliviana e da oposição, que alertaram para uma deriva autocrática no caso de nova vitória.

No poder há 13 anos, Morales tornou-se no primeiro Presidente indígena e de esquerda do país andino, mas diversos casos de corrupção nos círculos próximos do poder e as denúncias de viragem autoritária também desgastaram a sua imagem.

JN