Polícia recupera arma de fogo arrancada a um agente na Matola
A arma de fogo do tipo AKM arrancada a uma agente da Polícia da República de Moçambique (PRM), no passado dia 24 de Agosto, já foi recuperada. A Polícia deteve também os meliantes que no mesmo dia balearam um agente em pleno posto de trabalho na Machava-Bedene, Município da Matola.

De acordo com a PRM, a referida arma de fogo foi encontrada com 15 munições, na posse de quatro indivíduos, dos quais três enclausurados. O quarto foi alvejado a tiro num dos membros inferiores quando tentava fugir. O facto deu-se na madrugada do dia 11 de Setembro.

Segundo Orlando Mudumane, porta-voz da PRM no Comando da cidade de Maputo, o indivíduo baleado chama-se M. Sitoe. Tem 23 anos de idade. Os outros três têm idades que variam de 23 a 31 anos. De acordo com o porta-voz, a arma em causa pode ter sido usada para cometer vários crimes.

Enquanto isso, 19 indivíduos foram interditos de entrar no país no Aeroporto Internacional de Mavalane. O motivo é a não clara do local de hospedagem. Do grupo fazem parte 11 paquistaneses, quatro bengalis, um indiano, um camaronês, um somali e um nigeriano.