Munícipes de Nacala preocupados com aumento da criminalidade
Jorge Khálau diz que o combate à criminalidade em Nacala depende do envolvimento de todos e não apenas da polícia.

Munícipes de diversos bairros da cidade de Nacala mostram-se preocupados com o agravamento dos índices de criminalidade naquele ponto do país e propuseram ao comandante-geral da Polícia da República de Moçambique a reabertura dos centros de reeducação para os criminosos que fazem das celas local para traçar estratégias para novos assaltos.

Jorge Khálau diz que o combate à criminalidade em Nacala depende do envolvimento de todos e não apenas da polícia. Em comício popular, no bairro de Nauaia, arredores da cidade de Nacala, os moradores de diferentes bairros daquela urbe disseram, na ocasião, que o combate à criminalidade naquela parcela do país não depende apenas da alocação de meios de locomoção e do aumento do efectivo policial, mas também da reactivação dos centros de reeducação que, em tempos, foram introduzidos para os criminosos que, diariamente, passeiam a sua classe nas celas de diferentes unidades prisionais.

Sofia Ramadane, uma cidadã, lamentou, na ocasião, a falta de patrulhamento nocturno por parte dos agentes da polícia.