Confronto armado entre PRM e Criminosos em Maputo

Um grupo de jovens bandidos confrontou-se na noite desta Segunda-feira com agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM) que se encontravam em missão de patrulhamento no centro da cidade de Maputo.

Trata-se de oito jovens, quatro dos quais com  idades compreendidas entre 22 a 24 anos, que foram interpelados pela Polícia por volta das 23 horas de Segunda-feira, quando se encontravam a conversar defronte de duas viaturas estacionadas na esquina entre as avenidas Guerra Popular e Eduardo Mondlane, no centro da cidade.

Falando hoje a imprensa, o porta-voz do Comando-geral da PRM, Pedro  Cossa, explicou que, quando a Polícia se aproximou do local, um dos jovens puxou uma arma do tipo AK47 e começou a atirar contra os agentes da lei e ordem.

“Da troca de tiros, um deles foi ferido nas duas pernas”, disse Cossa, falando durante o habitual briefing semanal da Polícia a imprensa.

“Quatro deles conseguiram fugir, mas os outros quatro foram detidos e foi apreendida uma arma de fogo do tipo AK 47”, acrescentou .

Da viatura dos bandidos, a Polícia recuperou baionetas, seis gorros máscaras e uniformes de uma empresa de construção de origem chinesa.

Dos indivíduos detidos contam-se Jaime, Ernesto, Valdimiro e Felisberto, sendo os dois últimos os que conduziam as viaturas. Com a excepção do Jaime, que tem 22 anos, todos os outros três bandidos têm 24 anos de idade.

“Todo o trabalho visando a recaptura deles continua e apelamos a todos para nos fornecer qualquer informação que possa ser importante para isso. Por outro lado, se eles se entregarem voluntariamente à Polícia podem atenuar as suas penas”, disse Cossa.

Já na semana passada, a Polícia deteve quatro indivíduos, acusados de tentativa de sequestro de dois irmãos, tendo cobrado 40 mil rands aos familiares em troca de resgate dos menores.

Contudo, o esquema montado pelos bandidos veio a ser desbloqueado pela Polícia que, quando chamado ao local, conseguiu deter os indivíduos.

A Polícia considera que este crime não foi quão complexo como os anteriores casos de raptos que têm vindo a abalar a cidade e província de Maputo desde finais do ano passado.

Em toda a semana passada, a PRM deteve um total de 1157 pessoas, 97 das quais por prática de diversos tipos de crimes.