Internacional Desastres naturais colocam Brasil no topo dos deslocamentos internos nas Américas

Desastres naturais colocam Brasil no topo dos deslocamentos internos nas Américas

Receba vagas no seu WhatsApp

Siga o nosso canal do WhatsApp para receber vagas no status do WhatsApp.

Clique aqui para seguir

Relatório revela que o país registou mais de um terço dos casos de deslocamentos por desastres na região, com 745 mil pessoas afetadas em 2023.

O Brasil é o país com o maior número de deslocamentos internos causados por desastres nas Américas. De acordo com o relatório do Centro de Monitoramento de Deslocamento Interno, lançado na terça-feira, 14 de maio, o país foi responsável por mais de um terço dos deslocamentos por desastres na região, afetando 745 mil pessoas.

Este é o maior número registado pelo Brasil desde o início dos registos em 2008, segundo o estudo. As condições de La Niña no primeiro trimestre do ano causaram uma estação chuvosa intensa em março nos estados do Norte, como Acre, Amazonas e Pará, bem como no estado nordestino do Maranhão, resultando num total combinado de 116 mil deslocamentos.

O relatório destaca que as condições climáticas extremas, exacerbadas pela La Niña, foram os principais fatores por detrás deste aumento significativo nos deslocamentos. As fortes chuvas e inundações resultaram na necessidade de realojar milhares de pessoas, sublinhando a vulnerabilidade do país a desastres naturais.

As autoridades brasileiras estão a ser instadas a reforçar as medidas de prevenção e resposta a desastres, visando mitigar o impacto sobre as comunidades mais afetadas e melhorar a resiliência contra futuras ocorrências climáticas adversas.

Ganhe 1000MT hoje no Aviator. Comece com 10MT.