Início Internacional Africa Comissão Eleitoral rejeitou candidatura presidencial de filho do ex-ditador Kadhafi

Comissão Eleitoral rejeitou candidatura presidencial de filho do ex-ditador Kadhafi

A comissão eleitoral da Líbia rejeitou a candidatura às eleições presidenciais de 24 de dezembro de Seif al-Islam Kadhafi, filho do antigo ditador líbio Muammar Kadhafi.

Em comunicado, a Alta Comissão Eleitoral (HNEC, na sigla em português) publicou uma lista de 25 candidatos cujos processos foram rejeitados, onde se inclui o filho do antigo líder da Líbia, que tinha anunciado a candidatura em 14 de novembro.

Seif al-Islam Kadhafi é procurado pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes contra a humanidade e o HNEC explicou que não validou estas candidaturas por irregularidades em vários documentos e ainda devido a missivas que lhe foram dirigidas pelo Ministério Público, o chefe da Polícia Criminal e o presidente do Departamento de Passaportes e Nacionalidade.

Entre os candidatos destacam-se o marechal Khalifa Haftar, que controla parte do leste e sul da Líbia, o influente ex-ministro do Interior, Fathi Bachagha, e o chefe do governo interino, Abdelhamid Dbeibah.

Os três viram a sua candidatura ser validada pelo HNEC, revelou este órgão na quarta-feira.

Para a eleição do chefe de Estado – a primeira por sufrágio universal na Líbia – a apresentação de candidaturas teve lugar exclusivamente em três gabinetes da Alta Comissão Eleitoral: em Tripoli (oeste), Benghazi (leste) e Sebha (sul).

FONTEFolha de Maputo
Artigo anteriorPolícias festejaram num bar com piscina massacre de traficantes em favela no Brasil
Próximo artigoClã do ex-Presidente é investigada por desvio de dinheiro na RDC