Início Internacional Africa Juiz que decidiu pela prisão de Zuma morreu em circunstâncias desconhecidas

Juiz que decidiu pela prisão de Zuma morreu em circunstâncias desconhecidas

Morreu hoje, em circunstâncias ainda por explicar, o juiz Jerome Mnguni, de KwaZulu-Natal, África do Sul. Trata-se do mesmo juiz que em Julho último presidiu o julgamento que ditou a prisão de Jacob Zuma.
O juiz Mnguni proferiu uma sentença por escrito no caso rejeitando o pedido de Zuma para suspender o seu mandado de prisão e disse que se o tribunal acedesse aos argumentos em nome de Zuma, a hierarquia será perturbada e não haverá finalização das decisões judiciais.

O juiz presidente Achmat Jappie de KwaZulu-Natal confirmou que recebeu a notícia da morte do juiz Mnguni ao meio da manhã de hoje, mas disse que os detalhes permanecem vagos neste momento.

Ele disse que foi informado pelo administrador do tribunal, que falou com a secretária do juiz Mnguni, que o juiz adoeceu “três ou quatro dias atrás” e foi internado em um hospital em Richards Bay. Ele morreu esta manhã.

O juiz Mnguni era membro sénior do judiciário de KwaZulu-Natal e tinha toda a sua carreira judicial pela frente. Ele havia sido nomeado para actuar no Supremo Tribunal de Recurso em Outubro e estava a ser considerado como Juiz Presidente do Tribunal de Recurso de Competições.

FONTEFolha de Maputo
Artigo anteriorPoluição dos rios devido à mineração está a preocupar os agricultores em Manica
Próximo artigoConfrontos entre civis armados e agentes do exército terminou com pelo menos 13 mortos no México