Início Internacional Enfermeira é esfaqueada por um homem indignado pelas restrições da Covid-19

Enfermeira é esfaqueada por um homem indignado pelas restrições da Covid-19

Uma enfermeira de uma unidade dos Cuidados Intensivos de um hospital britânico foi esfaqueada quando tentava acalmar um homem que se indignou com as medidas de restrição impostas pela Covid-19 aos visitantes de doentes internados.

Joanne Kelly, de 47 anos, foi operada de urgência no hospital onde trabalha, em Wolverhampton, após o incidente que aconteceu na terça-feira. O suspeito, de 21 anos, foi detido no local.

Segundo testemunhas, o homem estaria agitado e indignado com as restrições às visitas no hospital e Joanne estaria a tentar acalmá-lo.

O New Cross Hospital estaria a levar a cabo um esquema para facilitar as visitas, contudo com o número de casos de Covid-19 a aumentar este esquema teve de interrompido.

FONTEFolha de Maputo
Artigo anteriorAprendendo com o passado: quais lições económicas do que aconteceu em 2008 com Moçambique podem ser aplicadas hoje em dia?
Próximo artigoIdosa de 60 anos rouba diamantes no valor de 5 milhões de euros