Os médicos consideraram que este não estava em condições de prosseguir com o castigo, e Roni, como é designado, terá agora de ser sujeito novamente ao castigo assim que o seu estado de saúde melhorar, escreve o Indonesia Times.

Inicialmente, o homem havia sido sentenciado a 175 chicotadas, mas este sujeitou-se a uma pena de prisão de seis meses para que a pena fosse reduzida.

Durante o castigo, o homem colapsou e os médicos repararam que tinha bolhas do lado direito das costas que se continuassem a ser atingidas podiam fazer com os  seus vasos sanguíneos rebentassem. Decidiu-se, por isso, interromper o castigo.

chicoteamento é utilizado para punir uma variedade de crimes em Banda Aceh, a província mais conservadora da Indonésia. Consumo de álcool, casos extraconjugais ou sexo homossexual são alguns desses crimes.