Um ataque a faca deixou três mortos e vários feridos na manhã desta quinta-feira, 29, na Basílica Notre-Dame de Nice, na França.

Em Avignon, um homem foi morto depois de ter ameaçado autoridades com policiais com uma faca.

No ataque em Nice, uma mulher foi decapitada e o suspeito foi detido e encontra-se internado em estado grave.

O presidente da câmara da da cidade, Christian Estrosi, classificou o ataque como terrorista e disse que o homem gritou “Allahu Akbar” (Deus é grande).

“É tempo de a França se exonerar das leis da paz de forma a limpar o fascismo islâmico do nosso território”, disse o autarca, acrescentando que as vítimas tinham sido mortas de “uma forma horrível”.

“Os métodos assemelham-se, sem dúvida, aos usados contra o corajoso professor Samuel Paty”, acrescentou.

Entretanto, na cidade de Avignon, agentes da polícia abateram um homem que com uma faca ameaçou agentes da polícia, depois de ter gritado “Allahu Akbar” (Deus é Grande).

A Assembleia Nacional da França interrompeu uma sessão em que medidas para combater a Covid-19 eram discutidas e fez um minuto de silêncio pelas vítimas do ataque.