As autoridades senegalesas confirmaram o fim das operações destinadas a remover mais de três mil toneladas de nitrato de amónio do porto da capital, Dacar.

Trata-se da mesma substância por detrás da explosão que devastou o porto e áreas vizinhas da capital libanesa, Beirute.

Há duas semanas o presidente senegalês, Macky Sall, havia apelado à remoção deste produto utilizado em fertilizantes e explosivos do porto da capital.

As autoridades portuárias já confirmaram que o nitrato de amónio foi transportado de camião para o Mali para ser utilizado pelas companhias de mineração nas pedreiras.