É a mais recente estratégia dos chineses na tentativa de escaparem ao surto com o novo coronavírus: vestir integralmente de plástico e cobrir a cabeça com garrafões de água.

As imagens captadas em Pequim nos últimos dias mostram cidadãos a fazer compras com batas de plástico, cabelo coberto por toucas, luvas e até pés tapados. E nem as crianças escapam.

Mas enfiar a cabeça num garrafão de plástico ou cobri-las com sacos de plástico não basta para evitar o contágio com COVID-19, o novo nome do coronavírus que já matou 1.115 pessoas e contagiou mais de 45 mil em todo o mundo. O vírus pode entrar pelas vias respiratórias à mesma. A forma mais segura, asseguram os médicos, é usar máscara — de preferência as N95, não as de cirurgia.