A polícia de Berlim afirmou na quarta-feira (20) que investiga “em todas as direcções” após um homem esfaquear e matar Fritz von Weizsäcker, um dos filhos do falecido ex-presidente da Alemanha Richard von Weizsäcker, durante uma palestra pública.

Fritz von Weizsäcker, de 59 anos (de óculos, na foto em destaque), morreu na noite de terça-feira (19) enquanto dava uma palestra para cerca de 20 pessoas no Hospital Schlosspark, no bairro berlinense de Charlottenburg, onde era um especialista em medicina interna.

A polícia prendeu o autor do crime com a ajuda de membros da plateia. O suspeito de 57 anos era “previamente desconhecido” das autoridades, afirmou a polícia, sugerindo que ele não tinha antecedentes criminais.

O suspeito foi enviado para uma unidade psiquiátrica na quarta-feira (19) e, segundo a polícia, tem uma “doença psicológica aguda”. O autor do crime vem do estado da Renânia-Palatinado.

Segundo os investigadores, o assassino aparentemente demonstrou uma “antipatia delirante” contra a família Weizsäcker.

De acordo com a revista Der Spiegel, os investigadores apontaram que o agressor justificou o crime como uma vingança pelo papel do pai de Fritz, o ex-presidente Richard von Weizsäcker, como membro do conselho da empresa química Boehringer Ingelheim durante os anos 1960. À época, a empresa teria fornecido produtos químicos usados pelos EUA durante a Guerra do Vietnã.

Metrópoles