A Frelimo, através do Secretário do Comité de Verificação, Raimundo Diomba disse que Samora Machel Júnior pode ser expulso do partido por violação dos estatutos.

Quanto ao Manuel Chang, Diomba diz que o partido aguarda pelo desfecho do processo que corre na administração da justiça.
Esta é a primeira vez que o secretário do Comité de Verificação do partido Frelimo Raimundo Diomba se pronuncia sobre o caso que envolve o Samora Machel Júnior.

Numa entrevista concedida ao jornal O País, Raimundo Diomba, que também é governador da província de Maputo, disse que não restam dúvidas que Samito violou os estatutos do partido e não descarta a possibilidade deste ser expulso. Quanto ao caso de Manuel Chang, Diomba diz que o partido aguarda pelo desfecho do processo que corre na administração da justiça.

Para o Secretário-geral da Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional (ACLLN), Fernando Faustino o comportamento desviante de Samora Júnior e Manuel Chang não vai afectar a imagem do partido. Lembre-se que a alínea e) do artigo 13 dos Estatutos da Frelimo considera a expulsão como a sanção mais grave que só tem lugar em violações graves.

De acordo com o número 9 do mesmo artigo, a pena de expulsão “implica a cessão definitiva de qualquer vínculo do membro com o partido e só poderá ser aplicada por falta grave, nomeadamente, o desrespeito aos princípios programáticos essenciais e a linha política do partido, a inobservância dos Estatutos, regulamentos e decisões dos órgãos, a violação dos compromissos assumidos e em geral a conduta que acarrete serio prejuízo ao prestígio e bom nome do partido.” Fim da citação.

O País