José Manteigas, deputado na Assembleia da República pela bancada da Renamo, maior partido da oposição em Moçambique, nega que tenha sido afastado.

Em entrevista à DW nesta quinta-feira (21), Manteigas enfatizou que tem maior apoio e confiança do novo presidente do partido, Ossufo Momade, e por isso acumula vários cargos na Renamo.

“Rumores do afastamento de Manteigas, isto não é verdade, isto é mentira. Nós na Renamo nunca tivemos problemas. Neste momento, sou chefe do departamento da informação, sou porta-voz nacional do partido e fui nomeado recentemente para desempenhar também as funções de assessor político junto do gabinete do presidente na província de Inhambane”, esclarece.

“Portanto, não sei de onde vem a ideia de meu afastamento. O partido ainda confia em mim. Não fiz mal ao partido. Trabalhamos para o partido e, sobretudo, queremos trabalhar para nosso povo”, complementa.

Calúnia e má-fé

Para José Manteigas os rumores se tratam de calúnia ou de acções de pessoas de má-fé que querem colocar o partido numa clivagem política, por ter reforçado os laços de confiança com o líder Ossufo Momade.

“Isto é uma calúnia e é criar divergência de uma grande família como a Renamo, que é uma família coesa, unida e com respeito uns com os outros. O general Ossufo Momade é um presidente humilde, que respeita todos os quadros do partido e nunca fomentou desunião. Em nenhum momento, a Renamo ficou dividida desde que foi fundada em 1977”, afirma.

O deputado José Manteigas encontra-se a trabalhar na província de Inhambane com um único ponto de agenda, que é organizar as bases com vista às eleições presidenciais e provinciais de Outubro de 2019.

DW