O papa Francisco lançou severas críticas contra o aborto numa audiência geral na Praça de São Pedro, no Vaticano, em Itália. 

O pontífice comparou a interrupção de uma gravidez à contratação de um assassino “para resolver o problema” argumentando que “tirar uma vida humana, é errado, não importa quão pequena seja”. “Não está certo”, afirmou o papa, acrescentando: “Como é que um ato que suprime a vida de um inocente à medida que floresce seja terapêutico ou civil, pode ser humano?”

As críticas do papa Francisco surgem numa altura em que várias mulheres em Itália lutam para garantir acesso seguro ao aborto e são confrontadas com grupos antiaborto que querem impor restrições ao procedimento ou bani-lo completamente.

CM