Corine Remande, de 49 anos, ficou cega do olho direito depois de ter sido atingida por uma bola de golfe enquanto assistia ao vivo à Ryder Cup, torneio profissional da modalidade, que decorreu entre 28 e 30 de Setembro, em França.

A mulher, que pretende processar os responsáveis da organização da prova, disse que o seu olho direito “explodiu” quando foi atingida pela bola, durante a prova do golfista Brooks Koepka, na passada sexta-feira, segundo avança o jornal britânico Metro.

“Claro que a responsabilidade é da parte de quem organiza”, disse a mulher, ao mesmo jornal, após ter necessitado de tratamento de emergência num hospital oftalmológico especializado em Paris.

“Os responsáveis não gritaram nem avisaram de que a bola vinha na minha direção. Agora só quero que paguem todas as contas médicas necessárias para garantir que não há qualquer risco de infeção”, adiantou.

Um dos responsáveis do torneio diz estar a investigar o incidente.

CM