A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique (CNE) anuncia hoje, em Maputo, os resultados finais oficiais das eleições autárquicas de dia 10 deste mês, disse à Lusa o porta-voz daquele órgão, Paulo Cuinica.

Os resultados que a CNE vai divulgar correspondem ao designado apuramento geral, que, ao abrigo da legislação moçambicana, está a cargo daquela entidade e é feito com base nos resultados processados pelas comissões distritais de eleições (apuramento intermédio).

Os dados já divulgados pelas comissões distritais de eleições dão vitória à Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, em 44 municípios, à Renamo em oito autarquias, enquanto o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceiro maior partido, ganhou no município da Beira.

Relativamente a 2013, a Frelimo perde cinco municípios para a oposição.

Os tribunais distritais reprovaram os recursos apresentados pela Renamo e MDM contra os resultados de alguns municípios.

O Centro de Integridade Pública (CIP), organização da sociedade civil moçambicana, estima que a participação média nas eleições autárquicas de 10 de Outubro atingiu um valor recorde de 60,3%.

O CIP referiu em comunicado que o valor significa “um aumento significativo” em relação às eleições anteriores, em que as taxas de participação foram de 46% em 2013, 46% em 2008 e 28% em 2003.

Notícias ao Minuto