Manuel Charlín, um dos narcotraficantes mais famosos da Galiza, em Espanha, e chefe do histórico cartel dos Charlines, foi detido esta quarta-feira, juntamente com o filho, Melchor, revelou a Polícia Nacional espanhola.

Os suspeitos, segundo informa o jornal Faro de Vigo, foram detidos na sua moradia em Vilanova de Arousa, na província da Galiza, no âmbito de uma operação que está a ser levada a cabo pelas autoridades espanholas e que também já resultou em outras 16 detenções relacionadas com o tráfico de droga.

De acordo com o jornal La Voz de Galicia, a operação terá sido impulsionada pela apreensão de duas toneladas e meia de cocaína junto à ilha da Madeira, em alto amr. As autoridades terão abordado uma embarcação que circulava ao largo do arquipélago português, no Oceano Atlântico, e que transportava substâncias ilícitas.

A Polícia Nacional não confirmou se esta operação está a ser posta em prática em parceria com as autoridades portuguesas. Os nomes de Manuel e Melchor Charlín não eram de todo desconhecidos da polícia. Apesar de actualmente se encontrarem em liberdade, as actividades ilícitas desta família não passavam despercebidas, tendo sido até relatadas na série televisiva ‘Fariña’, estreada este ano na Netflix.

Manuel Charlín, de 85 anos, já tinha sido detido em 1990 no âmbito de outra megaoperação policial, no entanto, foi absolvido e ficou em liberdade. A primeira vez que o alegado chefe do clã de narcotráfico esteve preso foi em 1982, onde cumpriu uma pena de três anos e onde regressou mais tarde em 1987 para um novo castigo judicial.

No entanto, foi em 1999 que Charlín foi condenado a uma pena de prisão de 20 anos por ter organizado o transporte de 600 quilos de cocaína via marítima, da Colômbia para a costa da Galiza. Em 2003, o galego voltou a ser condenado a 15 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e fraude fiscal. Quatro anos depois, viu a sua pena ser reduzida e em 2010 foi posto em liberdade.

Nos últimos tempos, o seu nível de popularidade aumentou, devendo-se muito ao lançamento da série que se viria a tornar um sucesso em Espanha. Também a filha deste, Josefa, se tornou conhecida por durante alguns dos anos em que o pai esteve preso ter assumido o comando do cartel de narcotráfico.

No ano 2000, chegou até a ser detida pela Polícia Judiciária Portuguesa em território nacional depois de ter fugido para o estrangeiro, em 1998. Foi entregue às autoridades espanholas um ano e meio depois.

CM