Foi assinado na tarde de quinta-feira (10), um acordo de financiamento para o projecto de reabilitação de infraestruturas aeroportuárias do Aeroporto Internacional de Maputo, entre o governo de moçambique e Banco Europeu de Investimento.

O apoio do Banco Europeu de Investimento ao programa de investimento para reabilitação de infra-estruturas aeroportuários foi formalizado em Maputo, na cerimonia de assinatura do contrato por Manuel Chang, Ministro das Finanças, Emanuel Chaves, PCA das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) e Artur Magalhães, Administrador Financeiro da Aeroportos de Moçambique e por Carmelo Cocuzza representante do banco para a região Austral de África .

A Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD ) e o Fundo Fiduciário UE-África para as Infraestruturas, concederão também apoio financeiro, sendo a cooperação entre as instituições financeiras agilizada ao abrigo da Iniciativa de Delegação Reciproca. A operação foi procedida de uma avaliação criteriosa das necessidades de investimento do Aeroporto e de um planeamento rigoroso destinado a minimizar as perturbações  durante as obras.

Este investimento no valor de 20 Milhões de Euros, segundo, Emanuel Chaves, PCA da LAM, será conduzido para a ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Maputo no qual permitirá aumentar a pista asfaltada de 65 para  75 metros, asfaltagem e expansão da placa de estacionamento e melhorar a iluminação da pista.

Estimam-se dois anos para a conclusão da obra sendo que o prioritário é a pista depois as placas e o restante serão detalhes dada a importância dos dois primeiros. Dada a complexidade das obras decorrerão maioritariamente na parte nocturna para não criar constrangimentos ao serviço aéreo neste período.

Chaves disse também que as  obras ja encontram-se numa fase avançada, pois a LAM, já encontrou  consorcio e o empreiteiro.