48 pessoas morreram na sequência de um ataque de homens armados na cidade costeira de Mpeketoni, no Quénia. O ataque começou por volta das 20 horas (local) de domingo e durou até as primeiras horas de ontem.

Segundo o comandante da Polícia, cerca de cinquenta homens munidos de armas e explosivos incendiaram um posto policial, dois hotéis e um banco.

O ataque, que aconteceu enquanto os residentes acompanhavam o Mundial, ainda não foi reivendicado. No entanto, as autoridades responsabilizaram o Al-Shabaab, grupo somali ligado à rede terrorista Al-Qaeda.

Testemunhas do ataque disseram que os terroristas realizaram testes de língua e religião antes de matarem os que davam respostas incorrectas.

O Centro Nacional de Operações de Desastres afirmou que aviões militares de monitoramento foram enviados logo depois ao ataque para localizar os rebeldes.

Este é o pior atentado que o país sofre desde Setembro do ano passado, quando pelo menos 67 pessoas morreram na sequência de um ataque do Al-Shabab contra um centro comercial na capital do queniana, Nairobi.